1991

Prefeitura Municipal de Barra dos Coqueiros

Pular para o conteúdo

COMISSÃO DA PREFEITURA DE BARRA REALIZA REUNIÃO SOBRE O ANDAMENTO DA DEMOLIÇÃO DA TORRE DA OI 

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação
07/10/2021 às 15h38

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Nesta quinta-feira, 7, foi realizada no auditório da Secretaria de Educação uma reunião para reenquadramento das medidas reparatórias  da demolição da Torre,  que está oferecendo riscos para os moradores da Atalaia Nova. Participaram desse encontro, o diretor da Defesa Civil Estadual, Luciano Queiroz; os secretários Municipais do Meio Ambiente, da Educação e da Comunicação de Barra dos Coqueiros, Edson Aparecido, José Marques e Elton Benjamin; o adjunto da Defesa Social, Gilvan Aragão; a assessoria jurídica, Daniele Ribeiro; a diretora geral da Educação, Kleane França; o diretor da Defesa Civil Municipal, Edson Caetano; a gerente de Proteção Social da Assistência,Shauna Thainan; o representante do setor de qualidade da Educação, José Emerson da Silva e os moradores Manoel Viana, Magneide Gomes e Etelvan Dias.

Apesar do laudo produzido pela empresa responsável pela  demolição, contratada pela Oi não oferecer perigo de desabamento, foi necessário a realocação de alguns moradores do entorno e a interdição da Escola Municipal Francisco Domingos de Moura. De acordo com o gerente de Patrimônio e Serviços da OI, Luciano Rabelo Carvalho, não há pendências com os moradores. “A pendência que temos é em relação à escola. Com relação aos moradores as pendências já estão tratadas e existe alguns ajustes que vamos acertar com cada um deles  um termo de acordo. O prazo para o final da obra notificado ao Ministério Público foi de 150 dias, a partir do alvará de liberação. E esse prazo foi revisado em função de uma nova metodologia que a contratada da Oi está executando, e a conclusão ficou para 30 de novembro, prazo menor do que o anterior”, revela o representante da OI.

A Comissão da Prefeitura de Barra dos Coqueiros, através das Secretarias: Meio Ambiente, Defesa Social, Educação, Assistência Social, Comunicação e Departamento de Defesa Civil deliberou um prazo, até dia 13 de outubro, para adequação das medidas. E segundo o secretário de Meio Ambiente, Edson Aparecido,  caso a Oi não cumpra a obra será interditada. “Além de paralisar a obra nos encaminharemos aos laudos fornecidos feitos pelos técnicos da Prefeitura e do Estado para o Ministério Público Estadual resolver administrativamente”, explica Edson.

 

Para o diretor da Defesa Civil de Sergipe, o tenente coronel Luciano Queiroz, a reunião serviu para reajustar o termo de conduta entre a OI e o município. “Parte dos problemas foram resolvidas e outra parte ficou pendente para que fosse solucionada  até o dia 13 de outubro. Precisamos fazer essa demolição porque existe o risco até de desplacamento de algumas estruturas da Torre e precisamos resolver  essa situação que tem risco iminente, até mesmo de vida”, avalia o diretor da Defesa Civil.

ESCOLA

Caso a obra não seja finalizada haverá prejuízos para os estudantes da Atalaia Nova. De acordo com o secretário de Educação, José Marques, o retorno das aulas no sistema remoto e presencial acontece no dia 18 de outubro. “Se a obra da demolição da Torre não acontecer e a Oi e ela não providenciar o pagamento de um espaço para que a escola possa retomar suas atividades, a comunidade de Atalaia Nova vai sofrer prejuízos, porque não terão seus filhos de volta à escola”, lamenta o secretário de educação. 

PREFEITURA DE BARRA DOS COQUEIROS, CONSTRUINDO O AMANHÃ!

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação