1991

Prefeitura Municipal de Barra dos Coqueiros

Pular para o conteúdo

Assistência Social promove ações contra o trabalho infantil na Barra dos Coqueiros

11/06/2022 às 16h50

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A prefeitura da Barra dos Coqueiros, através da Assistência Social, intensifica as ações no combate ao trabalho infantil. A campanha intitulada ‘Criança não deve trabalhar, infância é para sonhar: dialogando com a sociedade’ visa motivar uma reflexão da sociedade sobre as consequências do trabalho infantil e a importância de garantir às crianças e adolescentes o direito de uma infância saudável.

Após o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ter identificado que a maior incidência desta violação acontece nas feiras livres e bares nas praias da cidade, a Assistência Social decidiu por ações alertando os proprietários de bares, restaurantes e feirantes. “As ações foram pensadas em cima da pesquisa do CREAS e visando atingir os locais onde foram encontradas um maior número de crianças e adolescentes trabalhando. Na praia, encontramos nos bares ou vendendo de mesa em mesa, nas feiras fazendo carrego e na pesca artesanal”, ressalta a secretária de Assistência Social, Andrea Dória.

Buscando maior sensibilização, a rede de apoio as crianças e adolescentes do município se reuniu com proprietários de bares das praias e orientaram que o trabalho compromete o desenvolvimento infantil. “Depois deste encontro de conscientização esperamos que aqueles que se sensibilizaram com a causa assinem um temo de compromisso aonde se comprometem a não incentivar ou contratar crianças e adolescentes para trabalhar. Esses proprietários que assinarem este termo irão receber o selo ‘Amigo da Infância’, que será exposto no bar, mostrando que ali eles estão sensíveis e atentos ao trabalho infantil”, explica Andréa.

Para levar esta mensagem ao maior número de pessoas, a Rede de Apoio vai realizar uma série de ações informativas para a população. Além da colagem de selos de Combate ao Trabalho Infantil nos bares da praia da costa e atividades na feira da cidade, serão intensificados os diálogos nos locais de reciclagem e ruas da cidade visando a conscientização e participação popular na luta contra o trabalho infantil. Na praia, além dos proprietários de bares, as equipes da rede de apoio também irão divulgar a campanha aos banhistas e frequentadores da praia com folhetos educativos. 

A campanha também contemplará atividades lúdicas nas feiras livres. “Nosso intuito é fazer as crianças participarem e a sociedade tomar conhecimento. Não adianta dizer que criança não pode trabalhar, mas também não apresentarmos outras possibilidades de inserção desta família e desta criança. Identificando aquela criança, conhecemos sua família e  as equipes poderão acompanhar para inseri-los em nossos serviços”, acrescenta a secretária.

O prefeito Alberto Macedo ressalta que o trabalho infanto-juvenil acarreta uma série de prejuízos ao desenvolvimento de crianças e adolescentes porque os expõe a uma série de riscos à saúde física e mental. “A prefeitura faz a sua parte, mas a responsabilidade com nossas crianças é de todos nós. Precisamos garantir esse desenvolvimento seguro e sem traumas. Por isso, além de fazer pelos que estão ao nosso redor, é nosso dever denunciar no caso de perceber alguma situação de risco”, diz.

As ações foram articuladas juntamente com toda rede de apoio às crianças e adolescentes do município:  Conselho Tutelar, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Creas, Educação , SMTT, Secom,  SCFV e Cadastro Único.

*Trabalho infantil*

O trabalho infantil é configurado como uma grave violação de diretos, pautado na Constituição Federal de 1988 e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) de 1990, onde preconiza, no artigo 4º, que é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.

Programação da Campanha

13/06 

08:30 - Ação nos Bares da Praia da Costa 

14/06 

08:30 -  Panfletagem nas ruas da cidade e locais de Reciclagem.

Tarde - Intervenção lúdica com as crianças e roda de conversa com os responsáveis do SCFV;

15/06 

 Reunião de Rede (Cadúnico / SCFV / CREAS / Conselho Tutelar / PAIF) – Tema: Foco no trabalho Infantil (Alinhamento de fluxo)

17/06 

15:30 - Ação na feira livre com apresentação de danças, entregas de materiais e entrega de pipoca e algodão doce.

Parceiros

Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação